Universo Magalu

Blog do vendedor

Aprenda todas as funcionalidades e benefícios que só o Universo Magalu te proporcionar

7 dicas de como ter sucesso na gestão de vendas em marketplaces

Gestão e Administração

Atualizado em 9 maio 24

5 minutos de leitura

Fazer a gestão de vendas de um marketplace é um processo bem desafiador. Afinal, a loja se mantém aberta 24 horas por dia e o cliente realiza a jornada de compras de uma maneira autônoma. O que está acontecendo não é acompanhado de perto.

Por isso, é muito importante estruturar muito bem o marketplace para que você consiga ter dados e informações suficientes para monitorar o desempenho da sua loja, fazendo um controle adequado do estoque, do envio, das notas fiscais e de outros aspectos que estão envolvidos com as vendas.

Apesar de ser uma tarefa desafiadora, você pode fazer o gerenciamento de vendas de uma forma mais simples. Basta adotar algumas boas práticas. A gente separou algumas dicas para facilitar a sua vida. Veja só!

1. Ter um HUB de integração para marketplace

Fica muito difícil fazer uma boa gestão de vendas em marketplace se as informações estiverem dispersas. Por isso, antes de tudo, você precisa garantir que elas estejam reunidas no mesmo lugar, para ter uma visão geral de tudo o que está acontecendo no seu negócio.

A função do HUB de integração é justamente essa. Ele é uma ferramenta que organiza as informações de vendas do marketplace e de outros canais e sites de venda utilizados, como o e-commerce próprio e a loja física.

Ao fazer essa integração, você consegue monitorar preços, produtos, estoque, pedidos, ou seja, tudo aquilo que é relevante para o seu negócio, e de uma forma organizada e centralizada.

2. Automatizar tarefas

Hoje em dia, a automatização de tarefas é um tema muito em alta. Isso acontece porque ela favorece a gestão de vendas de diferentes negócios Com o avanço das tecnologias, foram desenvolvidas diversas ferramentas que contribuem nesse sentido.

É interessante, então, que você automatize as suas tarefas repetitivas, como o processamento de pedidos, o envio de e-mails e de notificações para o cliente, as baixas no estoque, e assim por diante.

Por meio da automatização, a carga de tarefas operacionais é minimizada e as informações são registradas de forma correta, evitando erros.

3. Simplificar os processos internos

A gestão de vendas em marketplace é um processo desafiador por si só, então, o ideal é simplificar ao máximo esse processo para facilitar o dia a dia. Analise de que maneira está acontecendo a jornada do seu cliente agora.

Veja quais são as etapas necessárias para que ele faça o pedido e consiga finalizar a compra realizando o pagamento e recebendo a confirmação. O objetivo é conferir se não existem etapas excessivas e analisar quais são as tarefas que precisam ser realizadas por você ou pela sua equipe.

É importante que as rotinas sejam eficientes, porém, simples, para que não haja dúvidas nem dificuldades na hora de fazer o controle, levantar relatórios e realizar a gestão. Afinal, para um processo ser eficiente e organizado, ele não precisa ser complexo, apenas bem planejado.

4. Manter boas publicações de anúncio

A gestão de vendas também envolve as estratégias que são adotadas para atrair mais clientes e ampliar o número de conversões. Sendo assim, mais uma tarefa que você precisa realizar é manter as boas publicações de anúncio, a fim de chegar até o público certo.

De nada adianta, por exemplo, lançar anúncios pagos sem nenhum critério. É preciso um planejamento de marketing, com a definição correta do seu público-alvo e do canal de divulgação, para que você possa segmentar essas publicações e alcançar os melhores resultados.

É fundamental que esse planejamento seja muito bem-feito para que você não acabe fazendo investimentos inadequados, além de gastar mais recursos do que deveria para buscar oportunidades.

Além disso, quando fazemos um planejamento dos anúncios, conseguimos reduzir os custos na aquisição de novos clientes. Afinal, é feita uma segmentação das publicações para que elas consigam chegar às pessoas certas. Então, você tem um retorno maior com um investimento menor.

5. Estruturar a logística

Quando falamos em gestão de vendas, precisamos pensar também nos processos logísticos. Assim que um cliente faz um pedido, haverá uma movimentação de estoque, será necessário fazer a embalagem, fazer o despacho dela e monitorar todo o seu trajeto.

Portanto, a logística precisa estar bem estruturada para que você possa monitorar o seu estoque, repor mercadorias no momento certo e verificar quais são aquelas que têm maior saída. Além, é claro, de oferecer a melhor experiência de compra para o seu cliente.

Quando esse setor está organizado, fica mais fácil processar os pedidos e conferir o que está acontecendo com cada um deles — e se existem problemas pelo caminho. Isso também facilita o suporte para o cliente e permite realizar um bom pós-venda, atendendo prontamente uma necessidade da troca ou devolução de um produto.

6. Aumentar a eficiência do controle de estoque

O inadequado controle de estoque pode trazer grandes prejuízos para qualquer empresa. Afinal, ela precisa saber quais produtos ainda estão disponíveis, para que possa oferecer esses itens aos clientes e fazer a reposição no momento certo, sempre investindo nos produtos que têm maior saída/procura.

Fazer uma boa gestão de vendas permite esse controle bem estruturado do estoque para que você não tenha mercadorias em excesso, nem faça investimentos desnecessários ou equivocados.

Quando investimos em automatização, as baixas do estoque acontecem de forma automática e você não precisa fazer esse controle de maneira manual. Isso evita os erros e simplifica o dia a dia, reduzindo a quantidade de tarefas operacionais.

7. Definir e acompanhar as métricas

Qualquer empresa precisa monitorar o seu próprio desempenho, e uma forma muito eficiente de fazer isso é por meio da definição e do acompanhamento de indicadores e métricas. Eles apresentam números de determinados aspectos do seu negócio, como:

  • a quantidade de oportunidades que surgiram;
  • o número de vendas realizadas;
  • o tempo médio dessa venda;
  • o valor do ticket;
  • o retorno sobre investimento.

Você pode definir métricas para cada um dos aspectos que deseja conhecer a respeito do seu negócio. Por meio delas, terá uma visão precisa dos níveis atuais de sucesso, e vai poder melhorar no que for necessário.

Fazer a gestão de vendas pode ser uma tarefa desafiadora, mas não é difícil quando estruturamos bem os processos internos do negócio. Planejamento e organização são indispensáveis para alcançar a eficiência. Também é muito importante definir metas e objetivos para adotar ações e tomar decisões que auxiliem a alcançar esses resultados.

Aproveite para aprender um pouco mais sobre este tema. Faça o download gratuito do nosso guia de gestão do marketplace e confira algumas dicas para gerenciar as vendas.