Universo Magalu

Blog do vendedor

Aprenda todas as funcionalidades e benefícios que só o Universo Magalu te proporcionar

As 15 principais tendências do varejo para ficar de olho

Gestão e Administração

Atualizado em 10 julho 24

10 minutos de leitura

Planejamento, estratégia e competitividade. Esses são os principais motivos pra ficar atento às novas tendências do varejo. Por isso, aproveitamos o momento e criamos este post completo sobre o assunto. O nosso objetivo é esclarecer tudo o que você precisa saber. 

Para isso, listamos as principais curiosidades sobre o assunto, explicando o panorama atual do varejo brasileiro. Em seguida, elencamos as 15 maiores tendências pra esse segmento em 2023. Dessa forma, você aprimora a sua atuação no mercado, alavancando suas vendas e resultados. Então, não perca tempo e acompanhe!

Um panorama atual sobre o varejo brasileiro

A cada novo ano, o varejo brasileiro aumenta a sua competitividade. Atualmente, o mercado está repleto de opções e oportunidades, com muitos produtos, marketplaces, plataformas e estratégias pra expandir a sua operação digital — mas, como frisamos desde o início, a palavra-chave é competitividade.

Claro, o mercado consumidor brasileiro é gigantesco. Segundo um estudo recente do IDC, 88% dos brasileiros compram online. Já 2020, por si só, foi um grande destaque, pois foi o ano que marcou a estreia de 13 milhões de brasileiros no e-commerce — ou seja, que fizeram a sua primeira compra pela internet. 

Por isso que, tratando-se de público consumidor, o Brasil não é um problema. No entanto, a competitividade está se acirrando entre os vendedores. Mais do que nunca, é importante estar antenado às movimentações do mercado e suas tendências, pois assim é possível se diferenciar da concorrência de forma antecipada e com estratégia.

As 5 principais tendências do varejo

Tecnologia, sustentabilidade e segmentação de mercado podem definir o mercado pelos próximos anos. Abaixo, explicamos cada um desses fatores em mais detalhes — dê uma olhada!

1. Tecnologia aplicada

Essa é uma tendência aplicada pelas plataformas que oferecem as ferramentas pras suas vendas, como é o caso do Magalu. Ao investir em tecnologias como Inteligência Artificial, Aprendizado de Máquina e Big Data, é possível fazer um diagnóstico ainda mais preciso sobre as vontades e as dores de cada consumidor. 

Com essas informações, o marketplace é capaz de direcionar o cliente pra o que ele procura, diminuindo o atrito na jornada de compra e maximizando a chance de conversão e venda. A Inteligência Artificial é, sem dúvidas, uma das tecnologias mais promissoras pra o futuro do marketing, da publicidade e das vendas.

2. Experiência do Usuário

Além do uso intenso de tecnologia aplicada, os principais protagonistas do mercado também devem investir pesado em pesquisa, desenvolvimento e aprimoramento em áreas como UI, UX e CX — Interface do Usuário, Experiência do Usuário e Experiência do Cliente, respectivamente. 

O objetivo é criar interfaces cada vez mais simples e intuitivas pra vender mais, tornando a jornada de compra livre de objeções. Dessa forma, é possível eliminar gargalos e otimizar a performance do marketplace, gerando mais vendas. Aqui, destacamos soluções como Compre e Retire na Loja, Checkout sem Caixa e Omnichannel.

3. Sustentabilidade

A partir dessa tendência, migramos para os temas e segmentos aos quais os consumidores estão atentos. Nos últimos anos, o movimento ESG (Environmental, Social and Governance), de responsabilidade e sustentabilidade ambiental, social e corporativa, começou a ganhar tração entre as empresas.

Mais do que nunca, o consumidor moderno está atualizado, informado e consciente sobre as questões ambientais, climáticas e energéticas à sua volta. Com isso em mente, quem adota uma identidade sustentável, desde a embalagem, aos produtos e à comunicação, tem maior chance de fidelizar o novo público.

4. Autocuidado

O Brasil sempre foi um dos maiores mercados de estética no mundo — e isso sempre foi uma realidade positiva pra quem soube trabalhar nesse segmento. Mas agora, muito além da estética, existe um movimento consistente relacionado à longevidade e à qualidade de vida. 

Apesar de parecer um nicho intermediário entre Estética e Saúde Pessoal, o autocuidado é uma tendência particular, com um próprio conjunto de produtos, soluções e oportunidades. Aqui, incluímos desde itens pra treino e musculação em casa até livros de autoajuda e desenvolvimento pessoal.

5. Entrega rápida

A logística sempre foi um aspecto determinante do sucesso de uma loja digital. Mas agora, mais do que nunca, o consumidor está habituado à ideia de imediatismo. Hoje, com poucos toques na tela e o aplicativo certo, é possível que as compras do mercado cheguem à sua porta em apenas 15 minutos.

Nós entendemos que, na esmagadora maioria dos casos, é praticamente impossível ter o mesmo nível de eficiência e velocidade no varejo. Mas isso não exclui a necessidade de estar sempre atento a novas oportunidades e soluções logísticas pra sua operação, como é o caso do Magalu Entregas.

6. Marketing holístico

Outra tendência no varejo que com certeza estará presente em 2023 são as estratégias de marketing holístico.

A cada dia que passa, muitos consumidores ficam insatisfeitos apenas comprando um produto ou serviço. O público tem exigido um posicionamento da marca em relação a certos temas, como pautas sociais e também como é o tratamento dos colaboradores pela empresa.

É como se fosse um marketing pessoal da corporação, mas vai além: o marketing holístico tem a capacidade de fortalecer a marca apenas mostrando a preocupação com questões ambientais, por exemplo.

Podemos citar a Insecta Shoes, uma empresa vegana de sapatos, que adotou o seu compromisso com a causa e passou a oferecer produtos sustentáveis, vendendo produtos para todos os públicos, seja vegano ou não.

7. Customer Experience

Muito se fala sobre a experiência de compra ser essencial para reter clientes. Contudo, esse conceito ganhou nome e forma, virando uma das principais tendências no varejo: é o que chamamos de Customer Experience (CX).

De acordo com uma pesquisa realizada pela Salesforce, pelo menos 66% dos compradores esperam que os empreendimentos entendam suas necessidades. Isso está diretamente ligado com o Customer Experience, já que trata da experiência de compra oferecida em todas as fases da jornada.

O CX não tem o intuito de apenas entregar uma solução, mas sim fidelizar e construir uma boa recordação do cliente com a sua empresa, juntando a expectativa dele com a qualidade do produto ou serviço promovido pela organização.

8. Cliente no centro

Já que estamos falando em tendências do varejo que se preocupam com o consumidor, não poderíamos deixar de citar o cliente no centro. Empresas que adotam esse conceito, também conhecido como customer centric, tem como característica colocar seu cliente no centro das decisões.

Uma pesquisa feita pela Redpoint constatou que 82% dos entrevistados desejam que os varejistas tenham capacidade de acomodar suas preferências e satisfazer às suas expectativas.

Por esse motivo, ter o cliente no centro é uma tendência importantíssima e, ao mesmo tempo, básica pra qualquer empresa que queira crescer a longo prazo.

9. Segurança digital e LGPD

Com a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) entrando em vigor, é esperado que pautas ligadas à segurança digital ganhem espaço no mercado varejista, principalmente porque diversas lojas físicas estão migrando para o online.

Além disso, investimentos em tecnologia pra assegurar o armazenamento seguro de dados vão ganhar força nos empreendimentos, levando em conta que empresas brasileiras têm sido atacadas por grupos de hackers.

Não é à toa que, de acordo com um levantamento realizado pela Roland Berger, em 2021, o Brasil foi o quinto país que mais sofreu crimes cibernéticos. Apenas no primeiro trimestre, foram 9,1 milhões de ocorrências.

 10. Marketing de Influência

O marketing de influência segue sendo uma tendência muito forte no varejo quando se trata de redes sociais. As marcas que têm grande poder aquisitivo pra investir em publicidade fazem parcerias com celebridades pra promover seus produtos.

Cada vez mais as lojas têm buscado pessoas no YouTube, no Twitter ou no Instagram pra divulgar suas marcas e agregar valor a elas.

Vale destacar ainda que esse modelo de marketing tem se popularizado entre os mais diversos segmentos de varejo. Segundo a pesquisa Influencer Marketing Hub, feita em 2021, nove em cada dez mais marcas estão utilizando esse formato de alguma forma.

11. Uso de dados na tomada de decisão

Toda gestão de varejo deve se basear em dados. Essa tendência tem o objetivo de coletar informações antigas pra prever cenários e, a partir disso, desenvolver um planejamento estratégico de qualidade.

Para isso, é necessário usar os bancos de dados como sistemas BI (Business Intelligence). Desse modo, a sua loja de varejo terá muito mais segurança em períodos futuros.

Com a utilização de dados, você consegue evitar repetir a mesma experiência por um caminho diferente, pois, além de ter um custo alto, já foi encontrada a forma de ter melhores resultados.

12. PIX

Não é nenhuma novidade que muitos consumidores utilizam o celular como método de pagamento todos os dias, sendo o PIX uma opção mais ágil e flexível pra pagamentos, seja para pessoas físicas ou para empresas.

Os usuários conseguem fazer transações financeiras de maneira instantânea em qualquer hora do dia, por meio de diferentes aparelhos, disponibilizando recursos para o recebedor em tempo real.

Além disso, segundo a pesquisa realizada pelo C6 Bank em 2020, 92% das pessoas conhecem esta forma de pagamento, com a maioria a considerando segura. Portanto, oferecer alternativas de pagamento digital como o PIX é essencial pra facilitar as compras no varejo, seja ele online ou físico.

13. Omnichannel

O omnichannel é uma integração entre os diferentes canais de comunicação e vendas, misturando as principais características de cada um deles. A ideia é criar uma relação entre o ambiente externo e interno.

Essa tendência tem ganhado muita força no mercado varejista brasileiro. Segundo dados do Invespcro, empreendimentos com estratégias omnichannel conseguem reter aproximadamente 89% de seus clientes. Já lojas com engajamento de clientes fraco, conseguem apenas 33%.

Com essa estratégia, é possível garantir que as mensagens transmitidas em diferentes ambientes estejam alinhadas, desde o design da empresa até os valores.

Por isso, vale a pena investir em omnichannel como tendência do varejo pra 2023, principalmente devido ao hibridismo, já que faz com que as consumidores procurem uma empresa pelos mais diversos canais.

14. Chatbots interativos

Chatbots são uma ótima solução tecnológica pra facilitar o relacionamento e o atendimento com o cliente, principalmente quando o assunto é o esclarecimento de dúvidas. Com essa tecnologia, um bot conversa com uma pessoa real de forma natural.

Uma dado interessante sobre os chatbots é que, de acordo com uma pesquisa feita em 2019, pela Comm100, os chatbots interativos conseguiram lidar com 68,0% dos chats do começo ao fim, em média.

Além disso, os chatbots também podem ajudar os consumidores a encontraram ofertas relevantes. Um bom exemplo é o Magazine Luiza, que têm apostado nisso.

 15. Social commerce

Por último, outra importantíssima tendência do varejo brasileiro pra você ficar de olho em 2023 é o social commerce. Ele é basicamente um comércio que ocorre dentro das redes sociais.

Seja no WhatsApp, TikTok ou Facebook, existem diversos espaços de interação que podem ajudar com que uma loja consiga mais clientes.

O interessante é que esse formato de venda permite, além da eliminação das barreiras geográficas, a possibilidade de o empreendedor oferecer uma compra mais personalizada, a partir de dados coletados.

A importância de acompanhar as tendências

Em um ambiente tão competitivo quanto o e-commerce, acompanhar as tendências pode ser exatamente o que garante o sucesso e a sobrevivência da sua loja no mercado. Inclusive, essa é uma das razões pelas quais criamos o portal de conteúdos do Magalu Marketplace

O nosso objetivo é contribuir de maneira ativa pra o aprimoramento da sua loja no mercado. Quanto mais você se informa e compara tendências, soluções e oportunidades, mais preparado você está pra implementar essas mudanças, e gradualmente, colher os benefícios de uma loja que tenha visibilidade, retenção e vendas. 

E isso vale pra qualquer setor do mercado. Quanto mais competitivo, mais você deve se esforçar pra superar a concorrência. É por isso que publicamos tantos materiais práticos pra ajudar você a alavancar os resultados, listando desde as melhores estratégias de vendas online até um passo a passo sobre como vender no Magalu.

Uma forma de entender isso é com a metáfora do iceberg, que esconde mais gelo debaixo da água do que é visível na superfície. Assim é com as vendas online. Todo mundo sabe que eventos como a black friday são positivos pras vendas — mas poucos conhecem as estratégias que fazem vender mais.

Como foi possível ver, em um setor tão moderno e rápido quanto o varejo digital, é indispensável se manter antenado. Além do trabalho, do marketing e da criatividade, a atualização constante sobre as tendências do varejo é uma das suas melhores formas de se destacar nesse mercado. 

Gostou deste conteúdo? Então, aproveite a visita no blog e descubra as 6 principais tendências de vendas para marketplaces!